Conversa jogada fora.

- Julia, será que eu tiro uma foto com esta blusa? - Marina pega no meu guarda-roupa uma camisa branca que eu havia rasbicado algumas palavras em ingles.
- Ué, você que sabe. - falei sem dar a minima, voltando a minha atenção para a internet.
- Caramba, ela é SUA! - ela gritou.
- E aí ? - falei sem ao menos olhar para ela, estava bandando um scrap para Belly
- Nossa, ok então. Vou tirar mil fotos com tuas roupas, elas são suas.
- Ok.
- Nossa, você nem liga ? Elas são suas ! - ela destacou ao máximo que as roupas que ela se referia eram minhas, e eu sabia.
- E daí? São minhas e pronto. Mas quer tirar fotos com elas? - me virei para ela me sentando com o notebook no colo com o olhar sério - Tire! To nem ai. Eu comprei para usá-lás, não para me exibir em fotos, e quando eu quiser tirar alguma foto irei pegar meu celular e pronto. Quer tirar tire, agora para de me provocar. Caramba.
- Nossa. - ela largou as blusas dentro do roupeiro e saiu, sem ao menos fechar a porta.
 Será que eu exagerei? Mas, pense. Uma menina faz de tudo para te provocar. Ela sabe, que as blusas que ela queria tirar foto eram as que eu rasbiquei palavras que lembravam meu ex, o Ihago. O que ela queria no fundo, era que eu me magoasse, lembrasse do Ihago e ligase para el, deixando em fim meu amor plâtonico pelo Edward Cullen e dando passangens para a estreia de Amanhcer para ela que eu ganhei, mas no fim, ela não consegiu. Pois ela agiu como uma criança, e não colou comigo. Marina, mas uma irmã de 12 anos que só quer chamar atenção.

2 comentários:

Danii disse...

Interessante esse texto. Nem imaginaria que a intenção dela era magoar a outra. Que feio rs.
Bgs:*

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

aah gostei do texto =)

Postar um comentário

Obrigada por vir comentar. Sempre procuro retribuir, e estou sempre vendo as atualizações dos que sigo, espero que vocês façam isto também,obrigada pelo carinho e um beijo aos que gostam e que seguem.